Cinema

Um projetor de filmes Zeiss Ikon, fabricado pela empresa alemã criada em 1926 e um dos principais nomes do setor, é um dos primeiros objetos que o visitante contempla, quando chega à sala de exposições do Centro de Ciências, Letras e Artes. É um indicativo de que o CCLA sempre esteve afinado com a trajetória do Cinema, como aliás tem sido em relação a todas as linguagens artísticas.

Auditório do CCLA, local de exibições regulares de filmes, seguidas de debates

Auditório do CCLA, local de exibições regulares de filmes, seguidas de debates

Crédito Foto: Martinho Caires

Na década de 1960 o CCLA criou o primeiro cineclube de Campinas. Desde então, são constantes as exibições de filmes em seu auditório, geralmente seguidas de debate sobre a temática em questão.

Entre as décadas de 1970 e 1980, o Centro sediou o primeiro festival de filmes Super 8mm em nível nacional. O festival foi realizado por dez anos seguidos, período em que a instituição enfrentou dificuldades com a censura política instaurada pelo movimento civil-militar de 1964. Entre os organizadores do festival estava Henrique de Oliveira Jr, referência em cinema na cidade e região.

Importantes críticos cinematográficos, como Paulo Emilio Salles Gomes, ministraram conferências no Centro de Ciências, Letras e Artes.  Salles Gomes foi um dos palestrantes do Curso de Introdução ao Cinema, realizado no CCLA, com apoio da Cinemateca Brasileira, e que contou ainda com Rudá de Andrade, entre outros.

Atividades constantes ligadas ao Cinema são promovidas pelo CCLA, cuja história no segmento o habilita a ser protagonista fundamental do debate sobre a Sétima Arte em Campinas.

Em abril de 2014, por exemplo, o CCLA promoveu uma exposição sobre Federico Fellini (1920-1993), com desenhos, recortes e livros sobre o cineasta italiano, além da exibição de algumas de suas grandes obras. A exposição teve a curadoria de João Antônio Buhrer de Almeida, colaborador do CCLA, e comprovou como o Centro de Ciências, Letras e Artes sempre esteve, e continua a estar, atento a essa linguagem artística que ajudou a moldar a sociedade contemporânea.