Centro de Ciências, Letras e Artes realizou diálogo sobre Epidemias

Atento ao cenário nacional, atualmente marcado pelo temor despertado do Zika Vírus e aumento dos casos de microcefalia e de dengue, o Centro de Ciências, Letras e Artes promoveu, dia 29 de fevereiro, às 19h30, um Diálogo de Saberes sobre “Epidemias ontem e hoje: ciência, reflexão e engajamento da sociedade”.

A sessão foi coordenada pelo epidemiologista André Ricardo Ribas Freitas, mestre em Clínica Médica pela Unicamp e professor de Epidemiologia da Faculdade de Medicina São Leopoldo Mandic. O dr. André é também médico do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, sendo coordenador do Programa Municipal de Controle de Arboviroses.

Participaram igualmente do evento o sanitarista Nelson Rodrigues dos Santos e a Professora Cristina Gurgel, de História da Medicina da PUC-Campinas. A coordenadora da seção Ciências da Vida do CCLA, Clarissa W Mendes Nogueira, destacou que o tema foi escolhido por ser “importante para todos os profissionais da saúde e todos os campineiros, transcendendo os aspectos técnicos e envolvendo repercussões sociais, econômicas e culturais”.

Desde a sua criação, em outubro de 1901, o Centro de Ciências, Letras e Artes mantém a tradição de debater temas de cunho científico de grande relevância para a sociedade campineira e brasileira em geral.



O CCLA - Centro de Ciências, Letras e Artes é uma entidade cultural particular e sem fins lucrativos fundada em 31 de outubro de 1901, na cidade de Campinas/SP, por um grupo de cientistas, artistas e intelectuais que decidiram criar uma instituição em que se pudessem reunir para o estudo e a produção de atividades científicas e artísticas.